h1

Conferência: “Jovens no mundo globalizado: Que riscos”

20/03/2012

 “Jovens no mundo globalizado: Que riscos?”

No dia 17 de março, a Associação de Pais e Encarregados de Educação dos Alunos da Escola Secundária Jaime Moniz (APESJM) organizou a conferência “Jovens no mundo globalizado: Que riscos”, no auditório da Escola.

Foi uma conferência onde foram debatidos três temas muito atuais e que vão ao encontro da preocupação dos pais e encarregados de educação, nomeadamente:

Tema 1: Internet e Cidadania – Sobre as Redes Sociais

Oradora: Psicóloga Teresa Carvalho

Tema 2: Comportamentos Saudáveis Vs Comportamentos Dependentes – Consumo de estupefacientes Vs obesidade, anorexia e bulimia.

Orador: Diretor do Serviço de Prevenção da Toxicodependência, Dr. Nelson Carvalho

Orador: Nutricionista Bruno Sousa

Tema 3: Da crise de valores aos valores em crise e o papel da Educação

Orador: D. António Carrilho, Bispo da Diocese do Funchal

Orador: Doutor António Bagão Félix, Conselheiro de Estado e Professor Catedrático

De seguida poderá ter acesso a algumas intervenções e imagens fotográficas:

– Discurso de Abertura da Presidente da APESJM – Discurso-Presidente-APESJM

– Apresentação da Drª Teresa Carvalho – Apresentação_Redes.Sociais_TC

– Intervenção do Doutor António Bagão Félix – Crise e Valores, APESJM.ABF

Quanto às restantes intervenções, em breve serão disponibilizadas.

Algumas imagens fotográficas da Conferência – Conferência_Fotos

Ser Pai, Mãe, Encarregado de Educação é uma missão nobre que só poderá ser cumprida, com autoridade, com amor, entrega e dedicação.

“A razão de ser desta Associação é, acima de tudo,
contribuir para a realização e o sucesso dos futuros homens e mulheres,
quer como profissionais, quer como cidadãos”.

 


Anúncios

2 comentários

  1. Bom dia, Vanda
    1. Gostei da Conferência que organizaste junto daqueles que têm interesse por estar presente nestas coisas e ouvir pessoas sabedoras do seu mister;
    2. Só pode ficar até às 13.00 horas (tive de saír nessa hora);
    2. Gostei do fato de se terem articulado, antes, para selecionar os conteúdos e evitar repetições (foi um ganho de tempo);
    3. A hora do intervalo foi respeitado e os timings dos intervenientes também;
    4. Falaste no Donato, excelente individuo, pessoa amiga da família e de todos quanto o conhecem (simples, com riqueza interior, como pessoa e de pai /cidadão exemplar);
    5. Os Oradores falaram de assuntos interessantes e revelaram também terem bom sentido de humor.
    6. O fato de estarem poucos pais…é sempre uma crítica de todas as escolas (mas também não estavam muitos professores nem muitos interessados…). É de lamentar.
    7. Pediste para darmos sugestões :
    7.1 Quando os Encarregados de Educação vão buscar as notas num determinado dia/mês, podia ser organizada uma Conferência, com menos conferencistas (com linguagem percetível para que a mensagem consiga chegar também a eles), para que se veja pais (homens e mulheres) a participar nestas iniciativas e dar oportunidade de ouvi-los.
    7.2 Às vezes não é preciso convidar muitos oradores. Bastava um ou dois nessas circunstâncias/temas que vão ao encontro das problemáticas encontradas nas escolas (prevenir a toxicodependência; prevenção de gastos/poupar dinheiro nos dias de hoje (O prof. António Bagão Félix referiu que o mundo esqueceu-se de poupar. Como se poupa os rendimentos que dispomos? Como damos prioridade aos rendimentos que temos/sucesso e insucesso escolar/abandono precoce/ Comunicação entre pais e filhos. E com os professores e pais? (nem sempre a comunicação foi risonha, sobretudo quanto se tratava de alunos lusodescendentes, ou com problemas de adaptação e que tiveram um relacionamento com a escola, de forma salutar). Lembro-me dos tempos atrás. Hoje em dia, não sei se é assim ou, se está bem pior.
    7.3 A organização de iniciativas como estas, aos Sábados parece-me positivo.
    7.4 Vou pensar em mais temas, depois digo-te se achares conveniente.
    Obrigada, pela atenção que tiveste comigo.
    Até à próxima.
    Ana Cristina


  2. Olá Dr.ª Vanda:)
    Já nos conhecíamos de um “aperfeiçoamento de formação de formadores” na Lusitanaforma;por lapso não relacionei o nome no seu e-mail à maravilhosa pessoa que tive a oportunidade de conhecer. Para mim estava ainda na memória a aula de dança:))

    Antes de mais preciso parabenizá-la pela equipa e pelo evento deste sábado. A conferência foi de grande utilidade, pertinência e carregada de afetividade.
    Mas, relacionado com a conferência de sábado, “delirei” de contentamento pelas comunicações dos intervenientes- que não eram meus conhecidos, à exceção do nosso Bispo. O Dr. Bagão Félix mostrou que a dialética e o espírito crítico são muito importantes nas competências que teremos de deixar como herança aos nossos filhos. Gostei sobremaneira, da forma como (ele) cativa a plateia com um discurso recheado de boa disposição e perspicácia -que temos vindo a perder nesta sociedade tecnológica.
    A intervenção do Dr. Bruno Sousa também foi muito esclarecedora e, já agora, aguardo pelo menu barato e saudável que ele se prontificou a contar-nos:)
    Quando à intervenção da psicóloga Drª Teresa foi muito importante o alerta para as portas úteis que as redes sociais nos abrem no mundo e, por isso gostava de partilhar convosco um vídeo que costumo mostrar aos alunos em relação às consequências do uso irresponsável da Internet: a violência, a pornografia e a pedofilia aliadas aos heróis virtuais – descabidos na realidade nas relações interpessoais, mas aos quais alguns dos nossos jovens e adolescentes ficam expostos, muitas vezes de forma desprotegidas dos seus progenitores.
    Na verdade, a Internet é muito útil mas há que saber utilizá-la de forma cautelosa, por forma a não envolver a família , nem a si próprio. Nesse papel os pais – na sua maioria infoexcluídos, nem sonham o que fazem os filhos no quarto horas e horas seguidas; muito menos sonham com os perigos que espreitam os seus educandos neste mundo tão curto em distâncias e tão perigoso em confiança. Como sou docente aplicadora do Projeto Atlante torna-se necessário nalgumas turmas abordar a temática da Ciberdependência. Afinal não temos só de tomar precauções com as SPA’s- há também a dependência da Internet e das redes, bem como a nomofobia- dependência do telemóvel.

    Não posso deixar de desejar os meus votos de rápidas melhoras para o Sr. Inspetor Custódio- que já tão sobejamente é conhecido da escola de Machico pois é sempre muito estimado quando se desloca à escola:)

    Despeço-me de si, Drª Vanda, e faço votos que haja muitas mais iniciativas desse género e atrevo-me a deixar-lhe o contacto duma associação de jovens e empreeendedores psicólogos que estão habituados a dar formações nas áreas mais vastas (luto, dificuldades de aprendizagem, problemas ligados à dolescência) e que tive a felicidade de conhecer, num dos seus elementos a Drª ANa SAntos…que tão encantadora e eficaz é nas suas intervenções, nomeadamente na intervenção em situações e acompanhamento de luto (que tive a oportunidade de assistir no colóquio em Coimbra).
    http://www.cefipsi.com/

    Subscrevo-me com os mais afectuosos cumprimentos e desejando as maiores felicidades e sucessos na intervenção junto da comunidade da vossa escola.

    Maria Filomena de Jesus Menezes



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: